O pombo-doméstico (Columba livia) é uma espécie de ave sinantrópica, ou seja, habituada ao ambiente urbano e a ações antrópicas. Sendo assim, estes animais utilizam os ambientes formados pelas cidades e resíduos humanos como parte do seu nicho. Por estarem tão bem adaptados a estes recursos e pela grande abundância dos mesmos, está espécie hoje apresenta um grande desequilíbrio populacional, com um crescimento exacerbado do número de indivíduos habitando os espaços urbanos. Estes animais também propagam diversas doenças, como Salmonelose, Criptococose, Histoplasmose e Ornitose. Por conta disso, esses animais hoje são considerados como Fauna Sinantrópica Nociva, uma vez que sua presença em grandes números no ambiente urbano pode transmitir doenças para pessoas.

            Por conta disso, o controle populacional destes animais faz-se necessário. Qualquer local que tenha uma grande quantidade de pombos e que também seja utilizado por pessoas deve ter um trabalho de controle destas aves, uma vez que existe um grande risco de transmissão de doenças. Em especial, centros industriais, fábricas e galpões que armazenem alimentos e medicamentos, que tenham suas instalações infestadas por pombos, devem procurar controlar o número destes animais, que podem contaminar sua produção. Além disso, as fezes destes animais contém ácido úrico, que pode corroer equipamentos e estruturas, além de ser o principal veículo para transmissão de doenças.

            A CePAR utiliza os predadores naturais dos pombos no combate destas infestações. Assim sendo, com o auxílio de nossas aves de rapina, capturamos e afugentamos até as maiores populações de pombos de qualquer recinto: galpões fechados ou abertos, portos, fábricas, indústrias, hospitais, escolas e até condomínios residenciais. A Falcoaria no controle de pombos funciona e, diferente de géis repelentes, espículas ou aparelhos de som, os pombos não se acostumam à presença do seu predador natural. Diferente destes métodos também, os animais realmente abandonam o ambiente infestado, visto que não vão habitar e nidificar em ambientes hostis. Isso faz com que este método tenha resultados eficientes e, principalmente, duradores.

CONTROLE DE POMPOS (FAUNA SINANTRÓPICA NOCIVA):

© 2016 by Mura Duarte - CePAR Ambiental - Todos os direitos reservados